[cms-block id="10035" title="Banner Topo das Postagens"]

O PMDB, que há tempos vem detonando o governo Rosalba, anunciou oficialmente, na última semana, o rompimento com a atual gestão estadual. Com mais essa, só nos resta perguntar: como fica o povo com a total falta de vergonha do PMDB?

Não é de hoje, ou da semana passada, que o PMDB, de Henrique e Garibaldi, deixou de ser um aliado, se é que um dia foi, do governo do DEM. Os super poderosos presidente da Câmara Federal e ministro da Previdência têm usado todas as armas disponíveis para mostrar a crise instalada no RN, cite-se aqui, como exemplo, o canal de TV dos Alves.

É bem verdade que o RN atravessa uma crise, nunca jamais vista nesse estado, mas mostrar e, até, dar ênfase aos problemas existentes não é coisa para um aliado. Cito agora, para Rosalba, aquele velho ditado popular: é melhor andar sozinho do que mal acompanhado.

O PMDB é como um câncer que corrói tudo que pode. Mas justificou que o rompimento se deu por um clamor do povo. Pobre povo, mais uma vez usado como desculpa para que está sigla pule de galho.

Na verdade, o povo só é lembrado pelo PDMB nesses momentos. O PMDB é como macaco: vive pulando de galho em galho. Com um detalhe: ele está sempre no galho do poder. Como explicar que o PMDB foi aliado do governo do PSDB e, logo depois, do PT? Só há uma resposta: pura falta de vergonha e de compromisso com os seus eleitores.

Que me desculpem os bons que fazem parte dessa legenda, mas o PMDB não me engana. Ele é o cão se fingindo de Deus. E, agora, prepara que é hora dos super poderosos.

Garibaldi-e-Henrique-Alves

[cms-block id="10034" title="Banner Final das Postagens"]