[cms-block id="10035" title="Banner Topo das Postagens"]

A licitação para operação da TV Câmara de Mossoró está parada. Motivo foi um recurso impetrado por uma das empresas derrotadas no certame.

Uma das empresas derrotadas, a Clipe Produções, de Natal, entrou com recurso alegando que a concorrente vencedora (Roger Vídeo), apresentou preço inexequível, que quer dizer que não pode ser executado.

A presidente da Câmara, vereadora Izabel Montenegro, informou há pouco ao BLOG DO MAGNOS que a casa está respondendo ao recurso. “Não é uma questão difícil de se resolver”, argumentou.

A empresa Roger Vídeo venceu a licitação com uma proposta de R$ 33 mil por mês, segundo Izabel, valor abaixo do que era cobrado até 2016, cerca de R$ 40 mil mensais.

A presidente informou que a Clipe já opera a TV Assembleia e a TV Câmara Natal. Izabel acrescentou que, além de mais barata, a nova programação da TV Câmara terá uma grade maior.

[cms-block id="10034" title="Banner Final das Postagens"]
Comentar